Clique para acessar as paginas do Site.

quinta-feira, 3 de outubro de 2013

Coração congelado - Poema


Coração Congelado

Um coração congelado
é um coração frio
Um coração frio
é um coração sem amor
Um coração sem amor

é um coração triste
Um coração triste
é um coração sem esperança
Um coração sem esperança
é um coração sem vontade de viver
Um coração sem vontade de viver
é um coração cansado,
fatigado, desacreditado
de Deus, das pessoas, da vida, e de tudo
É um coração moribundo

Escrito por: Carlos Adriano F. dos Santos
Adriano Gaúcho Poa

Veja mais poemas no menu do cabeçalho da pagina. 

6 comentários:

  1. Querido amigo Carlos Adriano!
    Sabia que era exatamente assim, como você descreveu em seu poema, que estava o meu coração quando publiquei aquela postagem do coração congelado? É muito raro eu ter sentimentos tristes e naquele momento eu me sentia exatamente daquela maneira... As minhas publicações nas redes sociais, são de acordo com o meu atual e presente estado de espírito...rsrsrs É por isso que fica tão fácil me conhecer! Sou muito transparente!

    Ainda bem que foi só por breves momentos!
    Afinal, não podemos ficar com o coração cansado, sem vontade de viver...
    Temos que acreditar na vida, de que ainda vale a pena estar neste mundo e que estamos dentro de uma grande missão!

    Seu poema está lindo amigo!
    Você é muito sensível e sua inspiração brota da sua alma!
    Que nossa vida seja carregada de corações quentes e jamais congelados!
    Beijos e uma grande semana, cheia de vida, paz e alegria!! :)))

    ResponderExcluir
  2. Olá, Adriana! Amiga, teu coração é tão bonito, cheio amor, de alegria, de vontade de viver, de esperança, não é um coração moribundo, triste. Sabe, às vezes ficamos triste com algumas coisas que nos acontecem na vida, mas faz parte de nossa jornada, nem sempre temos momentos alegres, nem sempre é tudo um mar de rosas. Creio que se fosse tudo um mar de rosas seria como uma refeição sem tempero! Se olharmos para a natureza veremos que existem dias de sol e dias de chuva, tempestades, enfim... Deus criou tudo tão perfeito e temperado na dose certa, e tudo o que nos acontece faz parte de seus planos, e nada pode nos derrubar, nada. Quando ficares triste, amiga, lembre-se que após a tempestade sempre raia o sol!
    Adorei a tua visita, querida! Muito obrigado pelo carinho de Seu comentário, minha linda! Fica com Deus! Bjs na alma!

    ResponderExcluir
  3. Olá bom dia amigo, como sempre os seus poemas continuam lindos. parabéns.

    Visita o meu blog e participe do sorteio.

    http://blogdalu2013.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Lucia! Que surpresa boa! Satisfação receber a tua visita, minha amiga! Muito obrigado pelo carinho de tuas palavras!
      Vou te visitar sim! Desejo muito sucesso pra ti, amiga!
      Fica com Deus!

      Excluir
  4. Olá Carlos Adriano,
    O coração não sente falta de ar, sente falta de amor e é pior quando sente falta do amor, quando o amor nos rejeita o coração sente, as vezes se desespera, ele fica louco, bate a saudade, bate a solidão, a necessidade aparece, a falta, o toque a presença acaba sendo algo que é preciso naquele momento.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Alfeu! Realmente, Alfeu, o coração carece é de amor, vive é pelo amor, bate é pelo amor, enfim... O amor é a matéria prima de uma vida com sentido e feliz!
      Muito obrigado pelo teu comentário que complementou o poema, amigo!
      Sinta-se, sempre, muito bem vindo, meu amigo! Fica com Deus, Alfeu! Forte abraço!

      Excluir

Sinta-se muito bem vindo(a) ao cantinho Adriano Gaúcho Poa!
A sua visita me deixa muito feliz!
Deixe aqui o seu comentário ou recado que reponderei com muito carinho.
Volte sempre que quiser!
Carlos Adriano Santos - (Adriano Gaúcho Poa)

Poderá também gostar destes