Clique para acessar as paginas do Site.

terça-feira, 4 de março de 2014

Olhar sem esperança - Poema de: Carlos Adriano F. dos Santos - Adriano Gaúcho Poa - Poemas Contos & Versos

Olhar sem esperança

Hoje eu acordei bem...
Vi o trem passar aos meus pés, pessoas quase pisaram em mim, por pouco não fui coberto com as flores que o jardineiro podou de um jardim.
Olhares curiosos me cercavam na manhã cinzenta em busca de algo que não me esquenta, não me alimenta, o  meu coração não aguenta.
Beleza farta e sapato que se arrasta, 
estou aqui no chão...
Sou  a esperança quase morta que abre um sorriso para quem finge que se comporta quando me estende uma mão!


Poesia reflexiva de: Carlos Adriano F. dos Santos
Adriano Gaúcho Poa - Poemas Contos & Versos





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sinta-se muito bem vindo(a) ao cantinho Adriano Gaúcho Poa!
A sua visita me deixa muito feliz!
Deixe aqui o seu comentário ou recado que reponderei com muito carinho.
Volte sempre que quiser!
Carlos Adriano Santos - (Adriano Gaúcho Poa)

Poderá também gostar destes