Clique para acessar as paginas do Site.

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

Realidade cruel - Poema de: Carlos Adriano Santos - Adriano Gaúcho Poa

Realidade cruel 

Não escrevo somente sobre coisas bonitas 
Às vezes é preciso mexer nas feridas, escrever coisas que muitos não falam, 
ficam chocados mas se calam porque sentem vontade de chorar. 
Existe tanto desamor no ar. 
A poesia espera para ser feita, mas existem poucos poetas para se inspirar. 
O mundo está morrendo. 
Pessoas estão se perdendo. 
A fome reinando em muitos lugares, alguns se beneficiando disso em cima dos altares. 
A humanidade esta perdendo o terreno, está com o coração cheio de veneno. 
Alimentos estão sendo confundidos com feno. 
O descaso tem arrastado vidas. 
O amor clama para que sua voz seja ouvida, e reclama dizendo que passa despercebida. 
Precisamos acender a nossa chama antes que o mundo se acabe 
com muitos morrendo na lama e a gente fingindo que não sabe. 

 Poema de: Carlos Adriano Santos - Adriano Gaúcho Poa



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sinta-se muito bem vindo(a) ao cantinho Adriano Gaúcho Poa!
A sua visita me deixa muito feliz!
Deixe aqui o seu comentário ou recado que reponderei com muito carinho.
Volte sempre que quiser!
Carlos Adriano Santos - (Adriano Gaúcho Poa)

Poderá também gostar destes